31 março, 2016

Conheça mais sobre nossos Seminaristas e Aspirantes

        Paz e Bem!     
    
Inicia hoje uma nova sessão no blog do seminário. Semanalmente na quinta-feira, traremos a breve história da vocação de alguns formandos e também falaremos sobre a suas cidades de origem. 

Acompanhem!



O aspirante Daniel Maciel descobriu a sua vocação por meio de um contato mais intenso com Deus durante o período em que estudava Engenharia da Computação na Universidade Federal de Santa Catarina, em Araranguá, no extremo Sul do estado. Nesta época Daniel e mais alguns amigos fundaram um grupo de oração e partilha dentro da universidade.

Daniel é natural da cidade de Frei Rogério, um município brasileiro do estado de Santa Catarina que recebeu este nome em homenagem a Frei chamado  Rogério Neuhaus, OFM que viveu na região e auxiliou o povo que sofreu com a Guerra do Contestado. O frei atuou como um mediador entre governo, autoridades e os fanáticos criados pela Guerra do Contestado.

O município de Frei Rogério conta com 3mil habitantes, cultiva alho, feijão e pera além de abrigar a mais autêntica colônia japonesa no Sul do país. Com relação ao turismo, a cidade possuí Festas Típicas - Sakura Matsuri, Festa da Florada da Cerejeira, Festa Frutos da Paz e Frei Fest – A gincana esportiva japonesa Undokai e os parques Sakura Matsuri e Sino da Paz. Para saber mais acesse: http://turismo.sc.gov.br/cidade/frei-rogerio/



Atenciosamente Equipe de Comunicação

27 março, 2016

Clique e veja como é a Formação No Seminário São Francisco de Assis!

video

Você que sente o desejo de fazer parte de nossa fraternidade, entre em contato com o seminário ou paróquia franciscana mais próxima de você! Paz e Bem!

25 março, 2016

Quinta-feira Santa no Seminário São Francisco


Nesta quinta-feira (24), às 15h, todo o seminário (frades, aspirantes e seminaristas) se revestiu do Espírito Missionário e pôs-se em prática. A missa de Lava-Pés, na qual Jesus lava os pés dos discípulos na última ceia, foi celebrada no A.M.A. (Abrigo Mão Amiga) juntamente com aproximadamente 45 idosos que lá residem. Foi um gesto comovente de missão e doação ao próximo.
        Ainda na quinta-feira Santa, ás 20h realizamos em nosso seminário a Ceia Ágape, em memória do que foi dito por Deus através de Moisés e a Aarão representados em Ex. 12,3 ss.
"Este mês será para vós o princípio dos meses: tê-lo-eis como o primeiro mês do ano.
        "Jesus, deseja comer ardentemente a ceia com vocês!", disse Frei Alberto ao dar início a Celebração.
        Destacou em sua homilia que a liturgia falava do Amor entranhado de Deus por nós, de um amor misericordioso. Disse também, que houve um rebaixamento tão grande de Cristo por amor a nós a ponto de nos deixar desconcertados com um Deus que lava os nossos pés, muitas vezes sujos, cansados, e feridos pelas situações da vida. 

        Portanto, na liturgia, Deus nos ensinou o amor e o serviço ao próximo, e como diz a canção: “Lavais os pés uns dos outros, eis a lição que vos dei”!

Dizei a toda a assembleia de Israel: no décimo dia deste mês cada um de vós tome um cordeiro por família, um cordeiro por casa.
Se a família for pequena demais para um cordeiro, então o tomará em comum com seu vizinho mais próximo, segundo o número das pessoas, calculando-se o que cada um pode comer.
O animal será sem defeito, macho, de um ano; podereis tomar tanto um cordeiro como um cabrito.
E o guardareis até o décimo quarto dia deste mês; então toda a assembléia de Israel o imolará no crepúsculo.

Naquela noite comerão a carne assada no fogo com pães sem fermento e ervas amargas.

Conservareis a memória daquele dia, celebrando-o com uma festa em honra do Senhor: fareis isso de geração em geração, pois é uma instituição perpétua.









22 março, 2016

Acompanhe a Semana Santa no Seminário São Francisco de Assis

SEMANA SANTA
DOMINGO 20/03/2016 -  Imbuídos do Espirito Penitencial, adentrarmos no dia 20 de março na Semana Santa. Para bem iniciarmos este tempo após passarmos 40 dias no deserto a exemplo de Jesus, preparemos para sua grande Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. Pontualmente as 09h30, deu-se inicio na parte externa do Seminário São Francisco de Assis, a Benção dos Ramos, e procissão até nossa Capela, onde prosseguiu-se com  a Liturgia do Domingo de Ramos. 



Abrasados pelo Evangelho de Lucas, no fim da tarde, celebramos a Adoração ao Santíssimo, onde a Comunidade Local, Freis e Seminaristas, colocarem-se em oração pelas Graças que Deus vem nos concedendo ao longo de nossas vidas.







SEGUNDA-FEIRA 21/03/2016 - Para bem celebrarmos esta forte e bonita Semana, necessário se faz uma limpeza interior, revisão de vida. E neste contexto as 17h realizou-se a Celebração Penitencial, na qual os seminaristas colocaram-se a na dinâmica de acolher a MISERICÓRDIA DE DEUS. Quem conduziu este belíssimo momento foi Frei Pedro da Silva, OFM, Vice-Mestre dos Noviços em Rodeio (SC).































TERÇA-FEIRA 22/03/2016 - Nesta mística da semana santa, na terça*feira, dia 22 de março do ano de 2016, nosso Seminário realizou a Celebração as 18h20, pela qual foi feito a benção do novo altar da Capela Interna; quem presidiu foi Frei Alberto Eckel Júnior, OFM, que em sua homilia, refletiu a similaridade entre o Evangelho do dia e o significado de estarmos reunidos em torno a mesa, objeto este que seria consagrado para fazermos memoria da Ceia.











QUARTA- FEIRA 23/03/2016 - Continuando a sessão sobre a semana santa, nesta quarta-feira (23) os seminaristas, aspirantes e frades continuaram a limpeza geral da casa que se iniciou na segunda-feira e terminará na quinta-feira pela manhã.

“A limpeza e arrumação da casa nos proporcionou climatizamos todo o nosso ambiente para melhor participarmos do mistério pascal. Da mesma que a nossa alma foi purificada para a celebração da Páscoa, o seminário, nossa casa, está sendo limpa para iniciarmos esse novo tempo da igreja.” – Éverton Junior Goschel Broilo, aspirante do terceiro ano.



No final do dia os frades, seminaristas e aspirantes foram até a Catedral São João Batista, localizada em Rio do Sul. A missa dos Santos Óleos celebrada pelo Bispo Dom Onécimo, contou com a presença dos Bispos Eméritos, Dom Agostinho e Dom José, além de diversos padres, frades, freiras, noviços, agentes de pastorais, seminaristas, aspirantes, vocacionados e toda a diocese representada nos fiéis.

A liturgia do dia falou sobre os ungidos e consagradas para anunciar o reino e durante a homília Dom Onécimo levou os padres a lembrarem da alegria do seu primeiro chamado da vocação até a graça da ordenação, essa alegria é inquieta e missionária que os leva a  ir ao meio do povo.

“Peço ao Senhor Jesus para acender o valor, a chama da vocação. Pois vocacionados, seminaristas e noviços jamais vão se arrepender de responder o Chamado de Jesus ao sacerdócio”, disse Dom Onécimo aos presentes.

Finalizando a homilia o bispo lembrou da campanha da fraternidade de 2016, pedindo para que o povo faça também um saneamento ético e moral contra os “Judas” de hoje em dia que destroem os sonhos dos mais necessitados.

“Que Cristo ressuscitado abra o coração de vocês para a fé a esperança e a caridade”, concluiu Dom Onécimo.

Após a homília os sacerdotes renovaram as promessas da sua ordenação e ao final da missa receberam os óleos dos enfermos, catecúmenos e do crisma, que foram apresentados e abençoados durante a missa.




“Gostei muito, agradeço a Deus, pois foi a primeira vez que fui a catedral de Rio do Sul e que participei da missa dos Santos Óleos. E também foi muito bom porque encontrei com os noviços, o que animou ainda mais a minha caminhada vocacional, além das palavras da homília proclamada pelo bispo que me fez lembra o meu primeiro chamado, ainda recente no meu coração. Bendito seja Deus.” Roberto de Jesus, aspirante.







QUINTA-FEIRA 24/03/2016 - Nesta quinta-feira (24), às 15h, todo o seminário (frades, aspirantes e seminaristas) se revestiu do Espírito Missionário e pôs-se em prática. A missa de Lava-Pés, na qual Jesus lava os pés dos discípulos na última ceia, foi celebrada no A.M.A. (Abrigo Mão Amiga) juntamente com aproximadamente 45 idosos que lá residem. Foi um gesto comovente de missão e doação ao próximo.
        "Jesus, deseja comer ardentemente a ceia com vocês!", disse Frei Alberto ao dar início a Celebração.
        Destacou em sua homilia que a liturgia falava do Amor entranhado de Deus por nós, de um amor misericordioso. Disse também, que houve um rebaixamento tão grande de Cristo por amor a nós a ponto de nos deixar desconcertados com um Deus que lava os nossos pés, muitas vezes sujos, cansados, e feridos pelas situações da vida. 
        Portanto, na liturgia, Deus nos ensinou o amor e o serviço ao próximo, e como diz a canção: Lavais os pés uns dos outros, eis a lição que vos dei!


        
Ainda na quinta-feira Santa, ás 20h realizamos em nosso seminário a Ceia Ágape, em memória do que foi dito por Deus através de Moisés e a Aarão representados em Ex. 12,3 ss.

"Este mês será para vós o princípio dos meses: tê-lo-eis como o primeiro mês do ano.
Dizei a toda a assembléia de Israel: no décimo dia deste mês cada um de vós tome um cordeiro por família, um cordeiro por casa.
Se a família for pequena demais para um cordeiro, então o tomará em comum com seu vizinho mais próximo, segundo o número das pessoas, calculando-se o que cada um pode comer.
O animal será sem defeito, macho, de um ano; podereis tomar tanto um cordeiro como um cabrito.
E o guardareis até o décimo quarto dia deste mês; então toda a assembléia de Israel o imolará no crepúsculo.
Êxodo 12:1-

Naquela noite comerão a carne assada no fogo com pães sem fermento e ervas amargas.
Êxodo 12:8

Conservareis a memória daquele dia, celebrando-o com uma festa em honra do Senhor: fareis isso de geração em geração, pois é uma instituição perpétua.
Êxodo 12:14








25/03/2
                    SEXTA-FEIRA - 25/03/2016
Jesus na Sua Paixão silencia a própria vontade para que a voz do Pai fale.
Neste mesmo contexto, procuramos também exercitar o silêncio; iniciamos a manhã com o Ofício das Leituras, seguida das Laudes. Terminado este momento, todos os seminaristas e aspirantes colocarem-se em espírito de oração, buscando um recolhimento, aprofundamento referente á Sexta Feira da Paixão. Ás quinze horas no Seminário São Francisco de Assis realizou-se a celebração da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, que contou com a presença não só dos seminaristas, mas também da comunidade. No silêncio e na oração acompanhou-se os últimos passos Daquele que se fez tudo para todos. Frei Robson refletiu na homilia sobre a obediência que Cristo, mesmo sabendo do tipo de morte que o esperava, realizou no madeiro. Sobre o despojamento de Si mesmo em favor e por amor aos seus e como Deus chama a todos para que se faça também o mesmo. Ao passo que encontrando dificuldades no caminho abandonemo-nos nos braços do Pai para que se faça a vontade Dele sabendo que nunca nos decepcionará. O beijo na cruz foi marcado pelo reconhecimento e compromisso de ser testemunha de tal amor onde estiver. Oração, Jejum, foram algumas características que marcaram esta profunda experiência do silêncio no Seminário





26/03/2016 – SÁBADO
   Aconteceu o terceiro dia do Tríduo Pascal. Continuando o espírito de oração, representado pelo silêncio iniciado na sexta-feira santa, o sábado se iniciou com o Ofício das leituras, com as laudes, após esse momento de oração, foram finalizados alguns trabalhos na casa, como limpeza, fabricação de pães, ornamentação da capela e do refeitório etc. Na parte da tarde os seminaristas e aspirantes realizaram mais um ensaio dos cantos para as missas da vigília pascal e da solenidade da Páscoa e a equipe de liturgia conduzida pelo Frei Alberto, realizou um ensaio da vigila pascal.
       As 18h os aspirantes e seminaristas ganharam um ícone que representa a ressurreição de Jesus e uma cópia da mensagem do Ministro geral da Ordem Frei Michael Perry, OFM, (Clique aqui para ver esta mensagem) para refletirem sobre ela e melhor se prepararem para participar dessa vigília, considerada a mãe de todas as missas, então, a partir desse horário o seminário foi possuído por um silencio profundo, até o inicio da celebração.
      A partir das 20h iniciou-se a Vigília Pascal. O fogo santo foi aceso na parte externa do seminário, próximo ao campo de futebol e os freis, seminaristas, aspirantes e fieis caminharam até a igreja, que estava toda apagada e com as portas fechas. Após as entradas dos fieis e acesas as luzes o Frei Alberto proferiu o Exulte juntamente com toda a comunidade presente. seminaristas. A liturgia da palavra contou com quatro leituras, a epístola de São Paulo e o Evangelho e durante a homilia Frei Alberto refletiu sobre a importância da celebração e a mística da noite em toda a história da salvação. Outro ponto forte da celebração foi o batizado do menino Gabriel, cujos pais são amigos de longa do seminário. Após a liturgia eucarística Frei Marcos Melo, agradeceu a toda a comunidade desejando uma feliz pascoa a todos.

   







27/03/2016 – DOMINGO
O domingo iniciou-se com uma grande e barulhenta festa no seminário, realizada pelos seminaristas, que acordaram todos os aspirantes as 5h55 da manhã. Após esse despertar fraterno todos se reuniram para as laudes.

As 9h30 iniciou a missa da solenidade da Páscoa, em que foi apresentado solenemente o ícone de Jesus Ressuscitado. Durante a homília, feita pelo Frei Marcos Melo, o mesmo nos provocou a sermos anunciadores da Boa Nova de Cristo e de sua Ressurreição como o evangelista João convida os discípulos.
No final da celebração Frei Alberto agradeceu toda a comunidade e desejou a todos uma Feliz e Santa Páscoa.

Logo após a missa foi realizada uma sessão solene do Grêmio Literário Santo Antônio, que contou com o discurso do agremiado Luiz Henrique Martinelli, a apresentação da música de Pascoa composta pelo aspirante Roberto de Jesus e apresentado, em primeira mão, vídeo produzido pelo SAV (serviço de animação vocacional), clique aqui para ver o vídeo.

O almoço foi cordialmente oferecido pela família do menino Gabriel, batizado durante a Vigília Pascal que se encerrou com um bom jogo de futebol.

A tarde todos se reuniram para as Vésperas, a costumeira adoração ao Santíssimo e a benção da casa, onde o Frei Marcos Melo, juntamente com os demais freis, aspirantes e seminaristas percorreram todos os ambientes aspergindo-os com a água benta.

A noite foi encerrada com um jantar recreativo e celebração do aniversariante do mês.

Agradecemos aos que nos acompanharam durante a semana santa e desejamos a todos uma Feliz, santa e abençoada Páscoa a todos!

Todas as fotos dessa semana que estão no blog e inúmeras outras estão no nosso Facebook.





Atenciosamente Equipe de Comunicação




10 março, 2016

No dia 20 de fevereiro, no seminário São Francisco de Assis, Ituporanga-SC, ocorreu a primeira sessão do Grêmio literário Santo Antônio.
 O presidente do Grêmio Lucas Moreira Almeida, nos transmitiu uma síntese sobre a história do grêmio e descreveu brevemente Como foi a sessão inaugural do 1° semestre de 2016.

Desde o dia 2 de junho de 1928 quando o Frei Henrique Goland Trindade convocou os seminaristas das três classes superiores (como se chamava o Ensino Médio naquela época), para juntos formarem uma academia para o aprimoramento  e desenvolvimento da oratória e da língua portuguesa, à exemplo das primeiras academias de Portugal e do Brasil. Os seminaristas menores de nossa província tem um compromisso com o Grêmio Literário Santo Antônio.
 Iniciamos na última sexta-feira, as atividades do grêmio com a Sessão Solene de Abertura que, como sempre, tem como tema a Campanha da Fraternidade-que neste ano é ecumênica-e foi muito bem explicada pelo orador, o agremiado Odirlei Luiz Possa Fante. A sessão também foi marcada pela posse do novo diretor, Frei Alberto Eckel Júnior, meu predecessor, que caminhará conosco na mesa diretora deste ano.
 Pedimos a intercessão de Santo Antônio, nosso padroeiro, para que esse ano seja proveitoso para nós todos e que ele nos acompanhe em nossa trajetória.



Pedimos a Deus Pai por Jesus Cristo nosso Senhor , que abençoe este novo ano que se inicia para os agremiados. Que eles possam sempre crescer mais e mais na arte da retórica e da oratória.

Paz e bem!